Presidente da Direcção
Jorge Manuel Rocha Alves

Caro colega ou visitante,
A Carreira do Corpo da Guarda Prisional é uma carreira especial da administração Publica, exerce a sua função dentro de todo o espaço prisional do território nacional Português. A sua origem remonta ao ano de 1800.
Ao Corpo da Guarda Prisional, ao abrigo da Constituição da Republica Portuguesa, incumbe o dever de garantir a segurança e a defesa do cidadão, mesmo quando privado da liberdade.
Também por força da Lei Orgânica da Direcção Geral dos Serviços Prisionais, o Corpo da Guarda Prisional integra a Força de Segurança que tem por missão garantir a segurança e tranquilidade da comunidade, nomeadamente, mantendo a ordem e segurança do sistema prisional, protegendo a vida e a integridade dos cidadãos em cumprimento de pena e medidas privativas da Liberdade, e assegurando o respeito pelo cumprimento da Lei e das decisões Judiciais, bem como pelos direitos e liberdades fundamentais.
O Director Geral dos Serviços tem assento no Conselho Superior de Segurança Interna, presidido pelo Sr. Primeiro-ministro, onde estão representados os Órgãos de Policia Criminal.
O Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional é a estrutura que representa, defende e promove os direitos e interesses dos profissionais do Corpo da Guarda Prisional, concretamente dos seus associados, tendo nos últimos anos garantido a promoção e efectivação de direitos e reunido mais competências para o melhor desempenho das funções a seu cargo.
O nosso Sindicato nasceu do combate do pessoal do Corpo da Guarda Prisional no inicio dos anos 80, tendo sido formalmente constituído a 27 de Junho de 1982, depois de muitas lutas, ultrapassando pressões e ameaças e obstáculos colocados àqueles que se empenharam na constituição de uma estrutura sindical que tomasse a seu cargo a defesa do pessoal da guarda prisional, por um sindicato que defendesse os interesses do pessoal da Guarda Prisional.
Esta página vai ter informação sobre a profissão da Guarda Prisional e sobre o Sistema Prisional Português que não esteja em segredo de Justiça.
Ao pessoal da Guarda Prisional, concretamente aos nossos associados, queremos garantir que continuamos completamente disponíveis a tudo fazer para o engrandecimento da classe e que este é mais um meio que pode ser utilizado para nos transmitirem as opiniões ou sugestões, com vista à ultrapassagem e esclarecimento dos problemas e as dificuldades do dia-a-dia, em defesa dos nossos direitos.
Para isso vamos ter disponível um endereço para onde podem ser enviadas sugestões/opiniões e informação que possam contribuir para a defesa dos nossos direitos e interesses.
Aos colegas também pedimos confiança e apoio, muito apoio, que deve existir sempre, em especial nesta fase.

Esperamos contribuir para que a todos seja prestada informação útil.

Através desta página demonstramos mais uma vez a nossa vontade de aproximação do sindicato aos seus associados, disponibilizando mais e melhor informação, reforçando a nossa unidade.

Formulando votos de boas vindas, queremos expressar os princípios fundamentais sobre que assenta a existência do Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional, afirmando estarmos ao serviço dos nossos associados e da classe, como o melhor garante da defesa e promoção dos nossos direitos e interesses.

Com Cordiais Saudações Sindicais
O Presidente de Direcção

Jorge Manuel Rocha Alves
Guarda Prisional