Greve de dois dias decretada pelo Sindicato Nacional da Guarda Prisional (SNGP) terminou ontem.

A greve de dois dias decretada pelo Sindicato Nacional da Guarda Prisional (SNGP) terminou ontem, com uma vigília feita por 10 elementos da direção do sindicato junto ao Ministério da Justiça, em Lisboa. Na origem da paralisação esteve, segundo o sindicato, “o facto de haver guardas a ganharem, em média, menos 800 euros limpos do que agentes da PSP com o mesmo tempo de serviço”.

“Falo de guardas que, com 18 anos de serviço, ainda estão no escalão 8, enquanto os polícias estão no 16”, explicou Jorge Alves, presidente do SNGP. O dirigente aponta ainda para as promoções, pois “há 16 anos que não há curso de chefes na Guarda Prisional”, e para a falta de segurança nas prisões.

Fonte:https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/20200717-0848-guardas-prisionais-alertam-para-salario-800-euros-inferior-a-psp