Protesto irá prejudicar deslocações a tribunais, e a hospitais dos reclusos do EPL.

ai ser esta terça-feira lançado novo pré-aviso de greve dos guardas-prisionais. Desta feita é o Sindicato Nacional da Guarda Prisional, que marcou paralisação a todo o trabalho extraordinário entre 23 de janeiro e 31 de dezembro no Estabelecimento Prisional de Lisboa (EPL). Ao que o CM apurou, a partir do dia 23 os guardas que aderirem à paralisação só irão fazer um máximo de 2 horas de trabalho extra após o fim de cada turno, recusando-se a trabalhar mais tempo. Esta greve irá prejudicar deslocações a tribunais, e a hospitais dos reclusos do EPL.

Fonte: https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/guardas-em-greve-ao-trabalho-extra-ate-fim-do-ano