Reclusos incendeiam sacos do lixo em protesto contra greve no Linhó
Fogo foi rapidamente controlado e os presos recolocados nas celas.
Viveram-se momentos de tensão na ala B da Prisão do Linhó, em Sintra, na manhã deste domingo. No regresso do recreio, alguns reclusos despejaram três caixotes e incendiaram o lixo. O fogo foi rapidamente controlado e os presos recolocados nas celas, sem necessidade de acionar o grupo de intervenção de segurança prisional. Na origem está a greve dos guardas prisionais que coloca em causa visitas aos reclusos e levou a fechar o bar da prisão.