Reclusos gastaram dinheiro em bens alimentares e tabaco num ato que violou os serviços mínimos definidos para a greve dos guardas.
O Sindicato Nacional da Guarda Prisional (SNGP) disse ao CM que os reclusos da cadeia de Custóias, Porto, terão gasto cerca de 80 mil euros na compra de bens alimentares e tabaco, num ato que, segundo esta estrutura, violou os serviços mínimos definidos para a greve dos guardas. Segundo Jorge Alves, presidente do SNGP, a direção de Custóias permitiu, “unilateralmente, que os reclusos tivessem cantina (compra de bens alimentares na prisão), entre 14 e 15 de dezembro”. “Foram abertas centenas de celas, entre as 13h00 do dia 14 [muitas após as 19h00, hora de fecho dos presos], e a 01h30 do dia seguinte. Estimamos que tenham sido gastos cerca de 80 mil euros. Foi uma black friday”, explicou Jorge Alves, acrescentando: “Esta e outras violações aos serviços mínimos serão enviadas para a PGR.” Fonte dos Serviços Prisionais disse ao CM que “de acordo com os serviços mínimos definidos, as cantinas da prisão foram abastecidas e os reclusos fizeram as suas compras, num procedimento que se prolongou além do habitual.” Relacionadas Portugal Protestos nas prisões alastram no País Vídeo Protestos nas prisões alastram no País Portugal Guardas prisionais marcam novo período de greve Vídeo Guardas prisionais marcam novo período de greve Portugal O que saber da greve dos guardas prisionais que vai condicionar reclusos até janeiro Fotogaleria O que saber da greve dos guardas prisionais que vai condicionar reclusos até janeiro O que achou desta notícia? 38.4%Muito insatisfeito 2.3% 8.2% 2.3% 48.8%Muito satisfeito pub pub + Vistas do dia + Vistas de Portugal 1. Jovem assassinada ligou 9 vezes para a polícia a denunciar ameaças do exChamadas com o pedido de ajuda foram agora

Fonte: https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/presos-gastam-80-mil-euros-em-dois-dias