Número aumentou comparativamente aos anos de 2016 e 2015

Os serviços prisionais, o Instituto dos Registos e Notariado e os tribunais foram alvo do maior número de queixas, em 2017, à Inspeção-Geral de Serviços da Justiça (IGSJ), de acordo com a Agência Lusa.

De acordo com o relatório, a que a Lusa teve acesso, a IGSJ recebeu, o ano passado, 344 queixas. Destas, 51% foram referentes aos serviços de reinserção e prisionais, 16% ao Instituto dos Registos e Notariado e 8% referiam-se aos tribunais.

Este número aumentou comparativamente aos anos de 2016 e 2015, sendo que tinham sido apresentas à inspeção 277 e 317 queixas, respetivamente.

A IGSJ atua no vários órgãos, serviços ou organismos do Ministério da Justiça, entre eles a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais, Polícia Judiciária, Instituto dos Registos e do Notariado, Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses, Centro de Estudos Judiciários e Comissão de Proteção às Vítimas de Crimes

Fonte:https://sol.sapo.pt/artigo/624065/servicos-prisionais-registos-e-tribunais-foram-os-que-mais-queixas-receberam-na-justica