Mais de uma dezena de ações de formação irão decorrer ainda este ano.

Cerca de 300 guardas prisionais vão receber formação para saberem como lidar com a diversidade racial e étnica nas prisões.

O Alto Comissariado para as Migrações e a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais assinam, esta quinta-feira, um protocolo de colaboração.

A secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro, explicou à TSF que o objetivo é combater as desigualdade de tratamento dos reclusos nas cadeias portuguesas e que são dirigidas desde “ao corpo de guardas profissionais até aos técnicos superiores de reeducação e reinserção social”.

“As situações de discriminação racial e de não saber lidar com o outro de um país diferente, com tradições socioculturais diferentes, são transversais a toda a sociedade e a todos os grupos profissionais. São grandes desafios, neste momento, para a nossa sociedade”, afirmou.

Por este motivo, estão já previstas 14 ações de formação, “por todo o país”, que serão “ministradas pela equipa do Alto Comissariado para as Migrações que trabalha junta da Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial”, indicou a secretária de Estado.

Até ao momento, já decorreram três cursos, nas cidades de Lisboa, Porto e Coimbra. As próximas formações irão decorrer ainda este ano.

Fonte:https://www.tsf.pt/sociedade/seguranca/interior/guardas-prisionais-recebem-formacao-contra-racismo-nas-prisoes-9612565.html

Adicionar Comentário

O seu email não será publicado. Os campos marcados são obrigatórios *