Dois guardas prisionais foram agredidos este domingo, dia de Natal, no estabelecimento prisional de Caxias.

 Para o presidente do Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional, Jorge Alves, esta agressão não teve a ver com a greve, mas demonstra a falta de efetivos a fiscalizar as cadeias nacionais.
Hoje termina o primeiro período da greve dos guardas prisionais. Uma paralisação, que segundo o sindicato ronda os 80 por cento.

Os guardas prisionais voltam com nova greve, em seis estabelecimentos, entre 31 de dezembro e 3 de janeiro e para as restantes cadeias nos dias 31 de dezembro e 1 e 2 de janeiro.

fonte:https://www.rtp.pt/noticias/pais/guardas-prisionais-agredidos-no-natal-demonstra-falta-de-efetivos-nas-cadeias_a1048484

Adicionar Comentário

O seu email não será publicado. Os campos marcados são obrigatórios *