GREVE DIAS 20, 21, 22, 23 e 24 DE NOVEMBRO

Voltando ao difícil caminho da luta pela defesa dos direitos e interesses dos profissionais do CGP e verificada que está a falta de resposta da parte da DGRSP e do MJ quanto aos problemas que temos apresentado, onde se inclui o novo horário de trabalho, voltamos a ter formas de luta.

Nestes dias não há escola, formação, trabalho, brigadas e outros serviços que não estejam enquadrados com a decisão arbitral.

Não se realizam diligencias, salvo as que estão previstas nos serviços mínimos. Não se realizam visitas, serviços religiosos, não se abrem os bares, não se realizam consultas médicas, mesmo que sejam através das empresas. Não se vai buscar a metadona ou medicação durante a greve.

Participa

Adicionar Comentário

O seu email não será publicado. Os campos marcados são obrigatórios *